Congresos de la Universitat Politècnica de València, HAC2018 - V Congreso Iberoamericano de Hormigón Autocompactable y Hormigones Especiales

Por defecto: 
Estudo de ataque de cloreto em Betões Autocompactantes de alto desempenho com adjuvantes mitigadores de retração e diferentes relações água/aglomerante
Rafael Dors Sakata, Wellington Longuini Repette, Luis Alberto Gómez, Lucas Onghero

Última modificación: 20-02-2018

Resumen


O concreto autoadensável de alto desempenho (CAAAD) é um concreto autoadensável desenvolvido para aumentar o desempenho das estruturas de concreto através do aumento da sua durabilidade. O CAAAD possui, portanto uma alta durabilidade, principalmente pelo fato de ter uma estrutura de poros mais refinada, porém se mostra vulnerável aos efeitos da retração autógena, que é majorada com a diminuição de tamanho dos poros do concreto. Esta retração pode gerar fissuras no concreto diminuindo sua durabilidade, para diminuir ou eliminar a retração do concreto são utilizados aditivos mitigadores de retração. Esta pesquisa tem como objetivo mostrar o comportamento de CAAAD que foram produzidos com aditivos mitigadores de retração e com diferentes relações água/aglomerantes, em relação à resistência ao ataque de cloretos. Para tanto foram realizados nesta pesquisa os seguintes ensaios: ensaio acelerado de penetração de cloretos, análise do teor de cloretos e análise da corrente passante nos primeiros minutos do ensaio acelerado de penetração de cloretos. Para comparação da influência do uso de aditivos mitigadores de retração em relação à resistência ao ataque de cloretos dos CAAAD, foram produzidos concretos com relações água/aglomerante (a/agl) 0,25 e 0,32 nos quais se utilizou aditivo redutor de retração (ARR) nos teores de 0,5%, 1% e 2%, em relação à massa de cimento, além de aditivo compensador de retração (ACR) nos teores de 5% e 10%, em substituição ao cimento, apenas para o concreto com relação água/aglomerante 0,25 utilizou-se o teor de 15%. Além destes para o concreto com relação a/agl de 0,378 foi utilizado um polímero superabsorvente (SAP) no teor de 0,04%, em relação a massa de cimento. Para se verificar a influência da relação água/aglomerante na penetração de cloretos dos CAAAD foram ensaiados concretos produzidos sem aditivos mitigadores de retração, com os seguintes valores de relação água/aglomerante: 0,25; 0,295; 0,32 e 0,378. Concluiu-se que, excluindo o traço com 15% de ACR e relação a/agl 0,25, que demostrou ser uma dosagem excessiva, os concretos produzidos com os aditivos mitigadores de retração não alteraram significativamente as propriedades de resistência ao ataque de cloretos dos concretos estudados, portanto, podem ser utilizados em estruturas de CAAAD sem prejudicar sua durabilidade. Em relação aos concretos produzidos com diferentes relações a/agl, sem aditivo, os resultados demonstraram que quanto menor a relação a/agl melhor é o desempenho do concreto frente ao ingresso de agentes agressivos.

DOI: http://dx.doi.org/10.4995/HAC2018.2018.6326