Polytechnic University of Valencia Congress, INNODOCT 2019

Font Size: 
Active learning – uma experiência com alunos do 1.º ano de Educação Básica
Clarinda Luísa Ferreira Barata

Last modified: 10-04-2020

Abstract


O crescimento e expansão do ensino superior trouxe para as instituições de ensino superior públicos mais heterogéneos e diversificados relativamente ao passado. Esta heterogeneidade de públicos tem confrontado as instituições de ensino superior e os seus docentes com a necessidade do desenvolvimento de dinâmicas curriculares e pedagógicas capazes de captar a diferença e proporcionar com sucesso a inclusão destes novos públicos.

A reflexão que se apresenta resulta da experiência pedagógica, em que a autora esteve diretamente envolvida como docente, desenvolvida em contexto de ensino superior, com alunos do 1.º ano da Licenciatura de Educação Básica, com recurso ao active learning. Defensora dos princípios da inclusão, ao nível do acesso e do sucesso académico[1], é imprescindível desenvolver dinâmicas curriculares e pedagógicas que assegurem a todos os alunos a possibilidade de progredir de acordo com o seu ritmo de aprendizagem. Assim importa refletir sobre: até que ponto tenho posto este princípio em prática? Em que medida é que a minha prática de ensino e de avaliação ajuda os alunos a aprender, a pensar, a estudar ou a construir o conhecimento? Que oportunidades promovo, dentro e fora da sala de aula, para que os meus alunos aprendam a pensar, raciocinar, colocar e a resolver problemas?


[1] Sucesso académico, no sentido de que vai mais além do mero rendimento escolar, por quanto engloba o desenvolvimento e a formação humana e social dos alunos.


Keywords


active learning, diferenciação pedagógica, inclusão, prática reflexiva.

Full Text: PDF